Arquivo do mês: fevereiro 2011

Egito, Líbia…enquanto isso no Maranhão…

Anúncios

Zé Barbeiro em novo show, em SP

Atualmente um dos maiores 7 cordas do país, Zé Barbeiro se apresenta dia 27 de fevereiro, na sala do Itaú Cultural em Sampa.

Daqui a gente fica só na lembrança de não termos aproveitado de sua estada na Ilha, ano passado, para uma apresentação dígna desse grande mestre.

Segundo João Pedro Borges, o violão 7 cordas de Zé Barbeiro é uma verdadeira orquestra, só comparável ao do Dino, igualmente 7 cordas. O encontro destes dois grandes mestres – Barbeiro e Sinhô – ocorreu, para alegria de ambos e nossa, no quintal da minha singela casa no Recanto do Vinhais. Uma noite de lua cheia inesquecível, à sombra de um pé de carambola.

Seu estilo é forte, entre a tradição e a inovação, seu encontro com a juventude é uma marca constante dessa grande fera, que não tem medo de arriscar. Nessa pegada ele vai reinventando o choro na capital paulista, constituindo-se hoje numa das principais referências do choro brasileiro na contemporaneidade.

Leia e veja o belo banner abaixo (clique para ampliar):

Papoético sobre o Choro – Convite de Paulão, o poeta.


Ricarte Almeida Santos

por Paulo Melo Sousa

Olá, amigos, nós nos encontramos na última quinta-feira, dia 03 de fevereiro, às 19 horas, continuando os nossos encontros literários. Completamos dois meses de bons papos culturais, Na próxima quinta-feira, dia 10 de fevereiro, daremos continuidade ao projeto, que acontece sempre no Sebo do Chiquinho (rua da Cruz, atual 7 de Setembro, nº 340 A, entre a rua dos Afogados e rua do Sol – mais próximo da rua dos Afogados) – Centro. Além de vender livros, Chiquinho aluga filmes e vende CD’S. Quem quiser pode levar o seu CD para tocar.

Lá rola Jazz, blues, MPB, rock, etc. Funciona um pequeno barzinho para quem aprecia uma gelada, com tira gosto, embora ele também sirva bebida quente (de cana a vinho, passando pelo indispensável absinto, a fada verde), e água mineral para os abstêmios. O número de participantes tem aumentado, e o papo se alongado até tarde. Vamos lá recuperar os bons tempos de conversa entre amigos escritores e apreciadores da arte. Os papos não serão apenas sobre Literatura, mas, sobre artes plásticas, cinema, teatro, etc.

Na próxima quinta-feira, 10 de fevereiro, haverá um bate papo com Ricarte Almeida Santos, sociólogo (UFMA) e pós-graduado em Gestão Cultural (Faculdade São Luís). Ele é mestrando em Cultura e Sociedade (UFMA), cuja dissertação versará sobre as relações entre a produção musical do Maranhão e os governantes de plantão, da década de 1970 aos dias atuais. Radialista, Ricarte apresenta há mais de 20 anos o programa Chorinhos e Chorões, nas manhãs dominicais da Rádio Universidade FM (106,9MHz). É secretário executivo da Cáritas Brasileira Regional Maranhão.

Ele falará sobre choro. Aliado ao tema, sua experiência com o Chorinhos e Chorões e com produção cultural, a exemplo de alguns shows nacionais que já realizou em São Luís e, mais recentemente, o projeto Clube do Choro recebe.

Como sempre, haverá espaço para leituras de poesia, leituras de trechos de contos e canjas musicais.

Por favor, divulguem nos seus blogs e levem mais um convidado.

Um grande abraço para todos. Paulo Melo Sousa.

Qualquer dúvida sobre o local é só manter contato comigo: 88245662.