Chorinhos e Chorões revivendo Recital de João Pedro Borges

foto: Pedro Araújo

João Pedro Borges é um dos mais respeitados violonistas do Brasil. Maranhense de São Luís, como Turíbio Santos, por aqui ficou conhecido como “Sinhô”. Aliás, o Maranhão tem sido terra fértil para produção de grandes violonistas. Sem muito esforço de memória, podemos lembrar três nomes assim do primeiríssimo time: Turíbio Santos, o próprio João Pedro e Joaquim Santos.

Os dois últimos, integraram a “Camerata Carioca” de Radamés Gnatalli nos anos 70 e 80. Grupo que resignificou o fazer chorístico no Brasil. Depois da Camerata Carioca, o Choro nunca mais foi o mesmo. Hoje, depois de rodarem o Brasil e o mundo em grandes apresentações, gravações e recitais, João Pedro e Joaquim moram em São Luís e continuam contribuindo ativamente na formação de novos instrumentistas.

Há exatos sete anos o violonista João Pedro Borges apresentou no teatro Arthur Azevedo o concerto “Recital de música Brasileira”. Foi um dos mais belos espetáculos musicais que já tive o prazer de presenciar naquela casa. Foram duas noites – 28 e 29 de julho de 2001 – da mais refinada música brasileira instrumental e cantada.
Participaram daquele momento como convidados o violonista Celson Mendes, que além de instrumentista é um grande agitador cultural; Paulo Trabulsi, um dos mais completos cavaquinhistas que conheço, integrante do Regional Tira Teima; o percussionista Lázaro Pereira, o Lazico, pesquisador e mestre da cultura popular e um dos mais cadenciados pandeiristas do Maranhão; além da grande cantora Célia Maria, dona de uma voz e presença de palco incomuns. Ela protagonizou alguns dos mais belos momentos daquele espetáculo.
Na época pra anunciar este espetáculo fiz duas coisas. Preparei um Chorinhos e Chorões especial e escrevi, acho que no Jornal Pequeno, um singelo texto falando antecipadamente do dito Recital. Pensei em republicá-lo aqui, mas depois percebí que ficaria deslocado.
Passados aí estes sete anos, tive acesso, através do próprio João Pedro Borges, à parte do áudio do grande espetáculo. Foram registros feitos pelo cavaquinhista Paulo Trabulsi de alguns principais momentos das duas noites de concerto. Uma espécie de compilação sonora das apresentações.
Resolvi então, considerando a qualidade do registro e o valor histórico e artístico daquele momento para nossa música, apresentar grande parte desse material no Chorinhos e Chorões do próximo domingo, às nove horas da manhã na rádio Universidade fm. São momentos memoráveis de talento, arte, música e brasilidade.
Salve João Pedro Borges, um “Sinhô” Violão.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s